Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean pretium ante in libero consectetur malesuada. Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos.

Moqueca de Forno com Arroz de Côco

 Olar #peixe! Quer tc?
Então, resolvi usar este blog que o Tico fez pra gente tão carinhosamente e que a gente nunca usou porque esta receita ia ficar muito grande para mandar pelo WhatsApp. Apesar do tamanho, ela é super fácil de fazer! Como a receita foi invenção minha e eu não saí anotando quantidades de ingredientes certinhas, vai tudo um "mais ou menos". 3 kg de peixe serviu 12 pessoas na confra (2 refratários grandes, mas vou passar a receita pra 1 refratário médio), mas vocês já tinham comido à beça o pão de queijo com linguiça. Acredito que a receita que eu vou passar deva dar pra 4 pessoas que comam bem. Na dúvida, façam a farofinha de bacon junto que ajuda a encher! Há!
Então, atendendo a pedidos, segue a receita da moqueca da confra do Ralf! 

Para a moqueca, você vai precisar de:
  • 1kg de filé de peixe (eu usei Tilápia, daquelas que vc compra congelada no supermercado mesmo)
  • 4 tomates cortados em rodelas finas
  • 3 cebolas cortadas em rodelas finas
  • 1/2 pimentão vermelho (pimentões cortados em rodelas finas também, ou tiras pequenas e finas)
  • 1/2 pimentão verde
  • 1/2 pimentão amarelo
  • 500 ml de leite de côco
  • suco de 1 limão siciliano
  • 250ml de vinho branco seco (eu usei seco no dia dos namorados e suave no dia da confra. Tanto faz na verdade) 
  • 1 colher de sopa de coloral
  • tempero caseiro feito com as ervas do Cobas (aproveitem que a próxima confra é a dele e façam uma limpa na hortinha. E não se esqueçam da hortelã pimenta!)
  • coentro a gosto (o Ralf não gosta de coentro. por isso tava tão pouquinho!)
  • azeite (muito azeite!)
Antes de mais nada, é preciso marinar o peixe  no suco de limão, vinho e tempero. Quanto mais tempo melhor, mas não pode passar muito de 1 hora porque o limão vai meio que "cozinhando" o peixe.
Antes de começar a montar, faça uma mistura com o coloral, mais tempero (1 colher de sopa) e azeite (até encher o copo) em um copo de 250 ml. Provavelmente vc não vai usar tudo, mas essa mistura é super importante pra dar a corzinha e o tchan do "tompêrro".  
Montando a moqueca:
Faça uma "caminha" com um pouco de azeite, 250 ml de leite de côco e uma colher de sopa da mistura de coloral.
Coloque uma camada de tomate (cobrindo todo o refratário), uma camada de cebola, uma camada colorida de pimentão (jogue coentro a gosto por cima) e uma camada de peixe. Jogue mais uma colher de sopa da mistura de coloral por cima do peixe. Finalize com mais uma camada de tomate, cebola, pimentão e coentro. Coloque o resto do leite de côco e mais uma colher da mistura de coloral, bem espalhada por cima de tudo. Pegue um pouquinho da marinada do peixe (pouco mesmo porque senão o limão fica forte) e jogue por cima. Leve ao forno já quente até dar aquela fervida "experta" e o caldinho ficar aquela coisa mais consistente.
Para o arroz de côco você vai precisar de:
  • 2 copos (lagoinha, 250ml) de arroz branco
  • 250 ml de leite de côco
  • 3 copos (lagoinha, 250ml) de água
  • 1 colher de sopa (bem cheia) de manteiga
  • tempero a gosto
  • côco ralado a gosto
Junte tudo isso numa panela, misture e deixe lá, de molho! Eu fiz isso antes de colocar o peixe para marinar. O arroz fica lá "hidratando". Quando a moqueca começar a ferver, misture o arroz novamente, acerte o tempero e a água se for preciso e ligue o fogo baixo. Mantenha a panela tampada. Se o arroz estiver secando e ainda não estiver cozido, coloque mais água. Desligue o fogo antes da água secar por completo (mas não deixa o trem aguado, pelamor! Quando tiver faltando só um tikitinho pra secar vc desliga o fogo, tá bão?). Provavelmente, quando o arroz estiver pronto a moqueca também vai estar! Aí é só servir e pronto!

Didicas:
  • Se a moqueca ficar um pouquinho sem sal, polvilhe sal em cima e "afunde" tudo no caldinho pra misturar. 
  • Com uns 20 minutos de forno, afunde o que estiver pra fora do caldinho, pros pimentões, cebolas e coentro não ficarem "assados" ou queimados em cima da moqueca. 
  • Pra quem gosta de dendê, o Tocha falou pra jogar um fio por cima da moqueca, depois que tirar ela do forno. Mas isso é dica do Tocha. 
Bom, é isso, pessoal! Viu, Tico, seu trabalho não foi em vão! Quem sabe depois deste post as pessoas animam a compartilhar receitinhas por aqui também, né?
Nos vemos na confra do Cobas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário